sexta-feira, 9 de outubro de 2009

EXALANDO PODER E SENSUALIDADE

Existem muitas formas de se vender um mesmo produto. A indústria automobilística, por exemplo, é uma das que mais cria formas diferentes de se comunicar com o consumidor. Essa indústria utiliza jingles, crianças, velhos, homens, mulheres, animais, cidade, vulcão, floresta... - o céu é o limite para os publicitários que querem fazer você comprar um carro novo.

O mesmo não acontece quando a intenção é fazer você comprar um perfume, seja ele da mais renomada até a mais popularesca das marcas. Se você for mulher, vão tentar te convencer que você é sexy e que não precisa de mais nada do que um bom perfume para se tornar sedutora. Mas se você for homem, então vão te dizer que ao exalar tal cheiro você terá poder, dinheiro e belas mulheres.

Não que ao usar um perfume a intenção das pessoas não seja realmente atrair o sexo oposto ou se afirmar como parte de uma classe, mas precisa apostar sempre no mesmo tipo de informação todas as vezes? Quem foi que disse que propaganda de perfume tem que ter uma voz feminina sussurando com sotaque francês ou então mostrar um casal se pegando num barco?

Pior é quando o comercial foge completamente da realidade de seu público, como o novo perfume da Avon, o Jet. Segundo a descrição da própria Avon para o perfume, Jet é tudo o que impulsiona a ir atrás dos sonhos e conquistar status e reconhecimento.


É só borrifar e pronto, sou o rei do mundo! 

Alguém aí acredita que um homem que dirige um carro importado, tem um iate e dorme com uma modelo internacional realmente usa um perfume da Avon? Isso sim é que seria manter suas raízes mais profundas nas origens.

Não estou querendo dizer que comercial de perfume barato tenha que ser mal feito, a produção da propaganda do Jet é perfeita, mas não precisa viajar tanto assim na maionese. Ou precisa? Se bem que, segundo o grande carnavalesco Joãozinho Trinta, "quem gosta de pobreza é a elite, o pobre gosta é de luxo"!

3 comentários:

Kérow More Ice disse...

A propaganda do perfume Covet, de Sarah Jessica Parker, é bem diferente das demais.

Mana's Artes disse...

a avon tá mudando seu posicionamento há um tempo já, não sei se vc reparou mas as embalagens todas mudaram e até a revista está mais bonita e moderna - inclusive com revista vitual onde vc compra e envia seus pedidos direto para sua consultora.
tem até uma linha de christian lacroix que está já na segunda edição, eu acho.
isso reflete nas propagandas.

Giovana Damaceno disse...

Perfume caro é perfume importado, mas isso não quer dizer que todos sejam bons. já tive sérias crises de alergia com perfume importado caríssimo, de marca que tem que fazer biquinho pra pronunciar o nome. quanto aos perfumes da avon, melhoraram muito ao longo dos anos e hoje trazem fragâncias delicadas a preços tão delicados quanto. agora, comercial de tv, todos são hilários quando o assunto é perfume, xampu, tintura pra cabelo, sabonete, desodorante e creme dental. comparando todos, ainda fico com o da avon. pelo menos o thiago lacerda não faz aaahhhhh na frente do espelho, nem vira chocolate, nem toca musiquinha quando abre a máquina de xerox etc etc etc.